Centro Urbano de Santa Maria

O Centro Urbano de Santa Maria da ACM/YMCA de Setúbal começou a funcionar no ano lectivo de 1999/2000, acolhendo então um espaço de Actividades de Tempos Livres para jovens do 1º ciclo do ensino básico, coordenado por José Manuel Martins.

Situadas na Quinta do Freixo, a 20 metros da Junta de Freguesia de Santa Maria, estas instalações foram cedidas pela Câmara Municipal de Setúbal à Associação Cristã da Mocidade em regime de comodato, por se reconhecer que este equipamento respondia a necessidades sentidas pelos moradores desta zona residencial, no que respeita ao apoio prestado aos alunos após o período de aulas.

Inicialmente, o Centro prestava apoio a 40 jovens por dia, número que foi aumentando, até chegar perto de uma centena, em meados da década de 2000.

Porém, o alargamento do horário escolar confrontou a instituição com a opção de encerrar o ATL ou reconvertê-lo noutra valência útil à comunidade. Como tal, o ano lectivo de 2006/2007 foi o último em que funcionou o ATL no Centro, que a partir do ano lectivo de 2007/2008 passou a acolher uma creche.

Esta transformação implicou um investimento de 120 mil euros, que foram avançados sem o apoio do Estado, uma iniciativa que, por se antecipar ao Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES), foi considerada «pioneira» pelo ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Vieira da Silva, aquando da inauguração oficial do espaço a 8 de Abril de 2008.

Actualmente, o Centro Urbano de Santa Maria está direccionado para os cuidados à infância, com serviços de berçário e creche, sendo coordenado pela educadora Sandra Vinhas.

stmaria